Paradoxos e Dilemas na Construção de Estratégias:Possibilidades Interpretativas a partir da Noção de Papéis nas Organizações

Suzana Melgaço de Afonsêca, Armindo dos Santos de Sousa Teodósio, Benjamin Oliveira Paixão

Resumo


Neste artigo objetiva-se compreender a construção de estratégias no ambiente organizacional a partir do diálogo entre as perspectivas de análise estratégica e os estudos organizacionais, sobretudo a partir da teoria institucional, dos estudos sobre cultura corporativa e a perspectiva levantada por Erving Goffman sobre representação e papéis na vida social. Para tanto, utiliza-se a abordagem sobre representação que o autor descreve em sua narrativa da realidade organizacional, focando o ambiente empresarial como um palco para o desenrolar de uma verdadeira “peça” das práticas, rotinas e estratégias corporativas. Busca-se evidenciar que existem aspectos que podem ser delicados no controle efetivo que garanta a efetivação das estratégias idealizadas pelas organizações, levando o processo estratégico a se assemelhar à interação entre platéia e atores em uma palco. O artigo procura desconstruir a idéia de um modelo ideal de controle nas relações entre os atores organizacionais e o processo de construção de estratégias, através do diálogo com os paradoxos, dilemas e riscos que perpassem a idealização e operacionalização de estratégias nas organizações.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20397/2177-6652/2011.v11i2.274

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2011 Revista Gestão & Tecnologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.