Análise organizacional sob a ótica da teoria da complexidade: proposição e aplicação de um modelo

Wanderley Ramalho, Ronado Lamounier Locatelli, Shirlei da Conceição Domingos Silva

Resumo


O objetivo deste artigo foi desenvolver um modelo de gestão organizacional sob a ótica da Teoria da Complexidade, que permitisse verificar a existência de uma administração complexa. Tal desenvolvimento exigiu o exame da Teoria da Complexidade e a criação de construtos que permitam identificar tais características em um empresa. O estudo procedeu à aplicação do modelo criado em uma realidade organizacional objetivando verificar se a mesma apresentava características dessa teoria. A metodologia utilizada foi de natureza qualitativa, do tipo exploratória e descritiva. A unidade de análise foi a Empresa Beta (nome fictício) e a unidade de observação foi constituída por 28 funcionários ocupantes de cargos de liderança. A coleta de dados se deu por meio de entrevistas semiestruturadas e semidiretivas e a técnica de análise foi a análise de conteúdo. O método permitiu concluir que, com base na percepção dos funcionários entrevistados, existem características de uma administração complexa na organização. Assim, o empenho colocado neste artigo visa contribuir para preencher a lacuna explicitada pela empiria, que carece de um novo modelo de gestão estribado nos requisitos do nascente paradigma da complexidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20397/2177-6652/2018.v18i2.1391

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Gestão & Tecnologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.