Marketing de relacionamento: utilizando o facebook como ferramenta estratégica

Vitor Arçari Vieira, Anderson Soncini Pelissari

Resumo


O presente estudo tem como objetivo entender e analisar o relacionamento entre uma organização e o seu público por meio do Facebook. Trata-se de um estudo de caso com métodos mistos. Na etapa qualitativa, foi realizada uma entrevista com a responsável pela gestão de redes sociais da empresa estudada. Para o levantamento de dados na fase quantitativa, foi realizado um survey com consumidores que seguem a organização no Facebook. A empresa mostrou-se confiante em relação as estratégias utilizadas para gerar um bom trabalho nas redes sociais e os usuários comprovaram que estão satisfeitos com as postagens e a forma como a marca utiliza este meio para interagir e aproximar-se dos seus consumidores. Além disso, uma considerável parte dos respondentes afirmaram ter mudado a sua opinião sobre a empresa de forma positiva após passarem a curtir a sua página na rede social.


Palavras-chave


Marketing de relacionamento; Redes Sociais; Ferramentas de Marketing.

Texto completo:

PDF

Referências


Abras – Associação Brasileira de Supermercados (2018). Recuperado em 15 fevereiro, 2018, do: http://www.abrasnet.com.br/economia-e-pesquisa/indice-de-vendas/.

Akkucuk, U., & Esmaeili, J. (2016). The Impact of Brands on Consumer Buying Behavior: An Empirical Study on Smartphone Buyers. International Journal of Research in Business and Social Science. 5(4), 1-16.

Barwise, P., & Meehan, S. (2010). Princípios fundamentais para a construção da marca: novas mídias trazem ferramentas incríveis e velocidade, mas isso não basta. Harvard Business Review, Brasil, 88(12).

Bianchi, C., & Andrews, L. (2015). Investigating marketing managers’ perspectives on social media in Chile. Journal of Business Research, 68(12), 2552-2559.

Brun, I., Durif, F., & Ricard, L. E-relationship marketing: a cognitive mapping introspection in the banking sector. European Journal of Marketing. 48(3/4), 572-594.

Business Wire. (2012). Constant Contact and Chadwick Martin Bailey study shows word-of-mouth key to success of daily deals. Recuperado em 18 fevereiro, 2018, do: http://www. businesswire.com/news/home/20120731005228/en/Constant-Contact-Chadwick-Martin-Bailey-Study-Shows.

Comm, J. (2009) O poder do Twitter: estratégias para dominar seu mercado e atingir seus objetivos com um tweet por vez. São Paulo: Gente.

Confos, N. & Davis, T. (2016). Young consumer-brand relationship building potential using digital marketing. European Journal of Marketing, 50(11), 1993-2017.

Facebook (2017). Facebook para Empresas. Recuperado em 15 fevereiro, 2018, do: https://www.facebook.com/business.

Fan, L., Zhang, Y., Dang, Y., & Chen, H. (2013) Analyzing sentiments in Web 2.0 social media data in Chinese: experiments on business and marketing related Chinese Web forums. Information Technology and Management, 14(3), 231-242.

FGV, Fundação Getúlio Vargas (2017). 28ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas. Recuperado em 15 fevereiro, 2018, do: http://eaesp.fgv.br/ensinoeconhecimento/centros/cia/pesquisa.

Fournier, S., & Alvarez, C. Brands as relationship partners: Warmth, competence, and in-between. Journal of Consumer Psychology, 22(2), 177-185.

GIL, A. C. (1999). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5 ed. São Paulo: Atlas.

Goldenberg, M. (2002). A arte de pesquisar: como fazer pesquisa e tecnologias para conquistar clientes e mantê-los para sempre. 5. ed. São Paulo: Futura.

Gummesson, E. (2005). Marketing de relacionamento total: gerenciamento de marketing, estratégias de relacionamento e abordagem de CRM para economias de rede. Porto Alegre: Bookman.

Heringer, B. I. F., & Dória, M. L. V. C. (2012). A Eficácia das Redes Sociais no Marketing de Relacionamento no Varejo. Revista de Administração da FATEA – RAF, 5(5), p. 91-108.

Hudson, S., Huang, L., Roth, M. S., & Madden, T. J. (2016) The influence of social media interactions on consumer-based relationships: a three-country study of brand perceptions and marketing behaviors, International Journal of Research in Marketing, 33(1), p. 27-41.

Kotler, P., Kartajaya, H., & Setiawan, I. (2017) Marketing 4.0: do Tradicional ao Digital. 1 ed. Rio de Janeiro: Sextante.

Lakatos, E. M., & Marconi, M. A. (1991) Metodologia Científica: ciência e conhecimento científico, métodos científicos e teorias, hipóteses e variáveis. 2. ed. São Paulo: Atlas.

Levine, D.M., Stephan, D.F., Krehbiel, T.C., & Berenson, M.L. (2012). Estatística: Teoria e Aplicações. 6. ed. Livros Técnicos e Científicos. Editora: Rio de Janeiro.

Malhotra, N. K. (2006}). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman.

Mckenna, R. (1997) Marketing de Relacionamento: estratégias bem-sucedidas para a Era do cliente. 20. ed. Rio de Janeiro: Elsevier.

Nakagawa, S. S. Y., & Gouvêa, M. A. (2006) Marketing de relacionamento sob a influência da Internet. Revista de Gestão USP, 13(1), 57-73.

O’Reilly, Tim. (2005) What Is Web 2.0 – Design Patterns and Business Models for the Next Generation of Software. O’Reilly Publishing. Recuperado em 15 Outubro, 2016., do: http://www.oreilly.com/pub/a/web2/archive/what-is-web-20.html.

Paparoidamis, N. G., Katsikeas, C. S., & Chumpitaz, R. (2017) The role of supplier performance in building customer trust and loyalty: a cross-country examination. Industrial Marketing Management, 2(5).

Pedeliento, G., Andreini, D., Bergamaschi, M., Salo, J. (2016). Brand and product attachment in an industrial context: the effects on brand loyalty. Industrial Marketing Management, 53, 194–206.

Pereira, H. G., Salgueiro, M. F., & Mateus, I. (2014) Say yes to Facebook and get your customers involved! Relationships in a world of social networks. Business Horizons, 57, 695-702.

Pomeranz, R. (2010). Deixem os Consumidores Falarem. São Paulo: M. Books.

Primo, A. (2007). O Aspecto Relacional das Interações na Web 2.0. Revista E-Compós, 09.

Recuero, R. (2009) Redes Sociais Na Internet. Porto Alegre: Sulina.

Rocha, T. V., Jansen, C. L. S., Lofti, E., & Fraga, R. R. (2013). Estudo Exploratório sobre o uso das Redes Sociais na Construção do Relacionamento com Clientes. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 15(47), 262 - 282.

Silva, F. R., Angeloni, M. T., & Gonçalo, C. R. (2013). As redes sociais digitais em estratégias de marketing: um estudo de caso em uma indústria de alimentos. Gestão Contemporânea, 13, 97-121.

Silva, S. F. (2008). Marketing de Serviço: fundamentos, análises e prática no Setor de Saúde. Maceió: EDUFAL.

Smith, T. (2009) The social media revolution. Internacional Journal of Marketing Research, 51(4), 559-561.

Soares, F. R., Monteiro, P. R. R. (2015). Marketing digital e marketing de relacionamento: interação e engajamento como determinantes do crescimento de páginas no Facebook. Navus: Revista de Gestão e Tecnologia, 5(3), 42-59.

Szmigin, I. T., Canning, L. E., & Reppel, M A. (2015). Online community: enhancing the relationship marketing concept through customer bonding. International Journal of Service Industry Management, 16(5), 480-496.

UNCTAD – United Nations Trade and Development Statistcs (2017). Recuperado em 14 fevereiro, 2018, do: http://unctad.org/en/Pages/statistics.

Yin, R. K. (2005) Estudo de caso: Planejamento e método. 3. ed. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.20397/2177-6652/2018.v18i3.1335

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Gestão & Tecnologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.