Burnout Syndrome: a study with professors at a public university in Maranhão

Ester Eliane Jeunon, Luis Alvaro dos Santos Correa, Leonora da Cunha Duarte, Eloísa Helena Rodrigues Guimarães

Resumo


This report refers to a study that dealt with the prevalence of Burnout Syndrome and the predictive factors associated with it in a Higher Education Institution. The researched phenomenon is a special type of occupational stress characterized by deep feelings of frustration and exhaustion about work performing. A descriptive research was carried out, through a qualitative and quantitative approach, with the institution professors, using a field research as collecting data method with a socio-demographic questionnaire and the Maslach Burnout Inventory. The results showed that 99.4% of the sample had an average lower than the standard for Burnout prevalence and they also revealed low average concerning Emotional Exhaustion and Personality Loss. Among professors in the health field, it was observed a higher average result concerning Professional Accomplishment. The study showed that at the institution there wasn’t burnout prevalence, despite of isolated cases of Emotion Exhaustion, which require preventive and coping measures.

Palavras-chave


Burnout Syndrome; Professors; Risk Factors

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Araújo, T. S., Miranda, G. J., & Pereira, J. M. (2017). Satisfacion among accounting professor in Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, 28(74), 264-281.

Benevides-Pereira, A. M. T (2010). Burnout: uma tão conhecida desconhecida síndrome. In C. T. Gisele, L. Machado, & F. P. N. Sobrinho (Orgs.). A Síndrome de Burnout em Professores do Ensino Regular: Pesquisa, Reflexões e Enfrentamento (pp. 39-45). Rio de Janeiro: Cognitiva.

Carlotto, M. S. (2002). A Síndrome de Burnout e o trabalho docente. Revista Psicologia em estudo, 7(1), 21-29.

Carlotto, M. S. (2011). Fatores de Risco da Síndrome de Burnout em técnicos de enfermagem. Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar, 14 (2), 7-26.

Cruz, R. M., & Lemos, J. C. (2005). Atividade docente, condições de trabalho e processos de saúde. Motrivivência, 24(17), 59-80.

Dejours, C., Deranty, J.P. (2010). The centrality of work. Critical Horizons, 11(2), p.167-180.

Harrison, B. J. (1999). Are you to burn out? Fund Raising Management, 30(3), 25-27.

Lazarus, R. S., & Folkman, S. (1991). The concept of coping. In Monat, A., & Lazarus, R. S. (Orgs.). Stress and coping: an anthology (pp. 189-206). New York: Columbia University Press.

Lima, B. A. A. C., Bispo, A. C. K. A., Gonçalves, H. S., & Coelho, K. S. (2014). Reflexões sobre assédio moral: um estudo à luz da organização pessoense com maior incidência em ações trabalhistas. Revista Gestão & Tecnologia, 14(1), 201-224.

Maslach, C., Schaufeli, W. B., & Leiter, M.P. (2001). Job Burnout. Annual Review of Psychology, 52(1), 397-422.

Maximo, J. T. de A., Cançado, V. L., & Jeunon, E. E.. (2012, setembro). Prazer e Sofrimento no Trabalho: Um Estudo de Caso dos Cirurgiões-Dentistas da Prefeitura de Betim (Relato Técnico). Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, Brasil, 26.

Mazon, V, Carlotto, M. S., & Câmara, S. (2008). Síndrome de Burnout e estratégias de enfrentamento em professores. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 60(1), 55-66.

Medeiros, N.L, & Jeunon, E. E. (2009). Parceiros para a responsabilidade social: o caso do Projeto brinquedoteca na visão do empresário. Pretexto, 10(1), 49-68.

Moreno-Jiménez, B., Garrosa, E., Rodríguez, R., Martínez, M., & Ferrer, R. (2010). El Burnout del profesorado universitario y las intenciones de abandono: un estudio multi-muestra. Revista de Psicología del Trabajo y de las Organizaciones, 25(2), 149-163.

Pego, Z. O., Zille, L. P., & Soares, M. G. (2016). O estresse ocupacional de servidoras técnico-administrativas. Revista Alcance, 23(2), 156-169.

Rocha, E. de A., Jr., Guimarães E. H. R, & Jeunon, E.E. (2014). A gestão do conhecimento em agência de fomento à pesquisa: proposição de um modelo aplicado. Revista Gestão & Tecnologia, 14(3), 244-260.

Rodrigues, M., & De Freitas, M. E. (2014). Assédio moral nas instituições de ensino superior: um estudo sobre as condições organizacionais que favorecem sua ocorrência. Cadernos EBAPE.BR, 12(2), 284-301.

Trigo, T. R., Teng, C. T., & Hallak, J. E. C. (2007). Síndrome de Burnout ou estafa profissional e os transtornos psiquiátricos. Revista de Psiquiatria Clínica, 34(5), 223-233.




DOI: http://dx.doi.org/10.20397/2177-6652/2017.v17i2.1202

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Gestão & Tecnologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.