Governança corporativa e estratégia empresarial: mapeamento bibliométrico da produção na área

Jonas Lucio Maia, Luiz Carlos Di Serio

Resumo


Dado os profundos impactos da Governança Corporativa na (e a partir da) Estratégia Empresarial, o objetivo deste trabalho é realizar pesquisa bibliométrica sobre a Governança Corporativa e sua relação com a Estratégia, e com isto elaborar um panorama inicial da produção científica na área. Os principais resultados indicam que: (1) uma maior interação entre governança e estratégia parece iniciar-se nos anos 2000, mas muito dos trabalhos referenciam as publicações seminais de teoria da agência; (2) existem vários temas “satélites”, como geração de valor ao acionista, instituições, financeirização, etc.; (3) a produção científica parece ser dispersa, pois os 9 principais autores não chegam a totalizar 10% dos artigos da amostra; (4) Estados Unidos e Inglaterra são os países de maior produção, mas existe grande intercambio entre os países e (5) além dos periódicos típicos, os trabalhos vem sendo publicado em periódicos de economia focados em institucionalismo e de contabilidade e finanças.

Palavras-chave


Governança Corporativa, Teoria da Agência, Estratégia Empresariais, Financeirização, Pesquisa Bibliométrica

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A.; ROSSETTI, J. P. Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências. In: Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências. Atlas, 2004.

EISENHARDT, K. M. Making fast strategic decisions in high velocity environments. Academy of Management Journal, v. 32, 1989.

CAPRON, M., CHIAPELLO, E., COLASSE, B., MANGENOT, M.; RICHARD, J.. Les normes comptables internationales, instruments du capitalisme financier. La Découverte, 2005.

DALLERY, T.. Post-Keynesian theories of the firm under financialization. Review of Radical Political Economics, v. 41, n. 4, p. 492-515, 2009.

DENIS, D. K. Twenty-five years of corporate governance research… and counting. Review of financial economics, v. 10, n. 3, p. 191-212, 2001.

DONADONE, J. C. ; GRÜN, R. ; DIAS, A. V. C. ; RACHID, A. ; ZILBOVICIUS, M. ; QUELHAS, O. L. G. ; GOHR, C. F. ; SANTOS, c. l. ; MUNDO NETO, M. ; CAAMANO, P. C. . As Novas formas de Atuação e Configuração da Engenharia de Produção. Tópicos Emergentes e Desafios Metodológicos em Engenharia de Produção: Casos, Experiências e Proposições. : , 2010

ERTURK, I., FROUD, J., JOHAL, S., LEAVER, A.; WILLIAMS, K. General introduction: Financialization, coupon pool and conjuncture. Financialisation at Work, p. 1-44, 2008.

FROUD. J; JOHAL, S.; LEAVER, A.; WILLIAMS, K. Financialization and Strategy: Narrative and Numbers. Routledge, 2006.

GILLAN, S. L. Recent developments in corporate governance: An overview. Journal of corporate finance, v. 12, n. 3, p. 381-402, 2006.

GUEDES, V. L. S.; BORSCHIVER, S. Bibliometria: Uma Ferramenta Estatística Para a Gestão da Informação e do Conhecimento, em Sistemas de Informação, de Comunicação e de Avaliação Científica e Tecnológica. Anais do VI CINFORM. Salvador. 2005.

GUTTMANN, R.. Uma introdução ao capitalismo dirigido pelas finanças.Novos estudos-CEBRAP, n. 82, p. 11-33, 2008.

HART, O. Corporate governance: some theory and implications. The economic journal, p. 678-689, 1995.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA. Código das Melhores Práticas. Disponível em: < http://www.ibgc.org.br/inter.php?id=18180> Acesso em 28 de Março de 2015

JENSEN, M. Agency cost of free cash flow, corporate finance, and takeovers. Corporate Finance, and Takeovers. American Economic Review, v. 76, n. 2, 1986.

JENSEN, M. C. The modern industrial revolution, exit, and the failure of internal control systems. The Journal of Finance, v. 48, n. 3, p. 831-880, 1993.

JENSEN, M. ; MECKLING, W. Theory of the Firm: Managerial Behavior. Agency Costs and Ownership Structure. Journal of Financial Economics, v. 3, 1976.

JENSEN, M.; RUBACK, R. The market for corporate control: The scientific evidence. Journal of Financial economics, v. 11, n. 1, p. 5-50, 1983.

LIMA, R. C. M. Estudo Bibliométrico: Análise de Citações No Periódico “Scientometrics”.Ciência da Informação, Brasília, nº. 13, p.57-88,1986.

MUGNANI, R. Caminhos para adequação da avaliação da produção científica brasileira: impacto nacional 2versus internacional [tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2006

NEELY, A. The Evolution of Performance Measurement Research. International Journal of Operations & Production Management. v.25, n. 12, p. 1264-1277. 2005

OKIMURA, R. Estrutura de propriedade, governança corporativa, valor e desempenho das empresas no Brasil. 2003. Dissertação de Mestrado em Administração. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

PERROW, C. Economic Theories of Organization. In: ZUCKIN, S.; DIMAGGIO, P. Structures of Capital, Cambridge University Press, 1986

RAJAN, R. G.; ZINGALES, L. Power in a Theory of the Firm. National Bureau of Economic Research, 1997.

SHLEIFER, A.; VISHNY, R. W. A survey of corporate governance. The journal of finance, v. 52, n. 2, p. 737-783, 1997.

STOCKHAMMER, E. Accumulation and European unemployment. 2000.

STOCKHAMMER, E. Stock markets, shareholder value and investment. Focus on Austria, v. 1, p. 95-110, 2003.

VANTI, N. Da Bibliometria à Webometria: uma Exploração Conceitual dos Mecanismos Utilizados para Medir o Registro da Informação e a Difusão do Conhecimento. Ciência da Informação. v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

VOESE, S. B.; MELLO, R. J. G. Análise bibliométrica sobre gestão estratégica de custos no congresso brasileiro de custos: aplicação da lei de lotka. Capital Científico, v. 11, n. 1, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.20397/2177-6652/2017.v17i2.1031

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Gestão & Tecnologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.